ATENÇÃO: Para poder visualizar o conteúdo destes links primeiramente você deverá habilitar o pop-up de seu navegador.

 

O Feitiço das Madeiras

O sabor e a fragrâncias das cachaças são aprimorados no envelhecimento em tonéis, onde os diversos tipos de madeiras passam para a aguardente pura, qualidades diferentes.
Toda madeira tem uma ação em comum, "o de amaciar", pois com o envelhecimento, a cachaça perde acidez e adquire propriedades da madeira, como aroma, cor, perfume, etc. :

Amendoim: Preserva as características naturais da cor e aroma.

Bálsamo ou Cabríuva: Resulta em tom amarelo e numa cachaça de gosto amadeirado.

Carvalho Europeu: Dá coloração amarelada e sabor que lembra o do whisky, por causa do malte impregnado na madeira.

Ipê Amarelo: Garante uma cachaça que desce macio e um tom alaranjado.

Jequitibá Rosa: Preserva as características naturais da cor e aroma.

Umburana: Resulta uma cachaça perfumada, com cor amarelada, e levemente adocicada.

Vinhático: Fornece cor amarelo-ouro e gosto próximo ao da cachaça pura.

Grápia ou Garapa: Resulta uma cachaça com cor amarelada, e levemente amadeirada.

Sassafrás: Resulta em tom amarronzado e numa cachaça de gosto forte, bastante amadeirado.

Louro Freijó: Resulta uma cachaça com cor amarelada, e levemente amarga.

Castanheira do Pará ou Carvalho Nacional: Tem propriedades semelhantes ao Carvalho Europeu, no envelhecimento da Cachaça, transmitindo suavidade e uma cor amarelada, alem de um aroma próprio da castanheira.